Métricas para o setor de RH, entenda sua importância

No nosso dia a dia, estamos o tempo todo avaliando gastos e medindo quanto podemos gastar ou precisamos economizar, não é mesmo? Essas medições fazem parte do nosso cotidiano, e o mesmo acontece no ambiente organizacional. A todo momento a empresa precisa atentar-se aos indicadores para saber se o negócio vai bem, e é aí que entra a necessidade de avaliar o desempenho das pessoas que fazem a organização funcionar. Sendo assim, neste artigo abordamos a importância das métricas para o RH. Confira!

Segunda, 06 de fevereiro de 2017


O que são métricas?

De um modo geral, métricas são medidas ou mensurações. Dentro de métricas, a principal ferramenta são os indicadores, formados por um conceito e uma fórmula — que procura transformar o conceito em números. As referências numéricas, então, auxiliam no entendimento acerca de tamanho, valor e representatividade de uma variável.

Qual é a importância da metrificação?

O uso das métricas pode promover o setor de RH a parceiro estratégico da organização, já que este pode identificar e indicar novas ações que trarão melhorias e crescimento. Medir é o melhor caminho para a avaliação de desempenho, pois elimina impressões pessoais e subjetividades, oferecendo fatos e evidências.

É difícil mensurar responsabilidades e comprovar resultados sem medidas quantificadas, mas as métricas oferecem dados aos gestores para que suas decisões sejam mais eficazes e acertadas.

Quais são os tipos de métricas para o RH?

Existe uma grande variedade de métricas para o RH, mas o que realmente importa é a capacidade de utilizar os dados disponíveis com eficácia. A seguir, listamos alguns tipos de métricas que podem ser bastante significativas para uma organização e servir para validar seus planos de ação e suas estratégias. Confira:

Análise de competências

É essencial saber que habilidades e competências são necessárias entre os funcionários da organização. Essa análise permite definir que competências os funcionários atuais têm e quais outras são necessárias para o melhor funcionamento da empresa.

Análise de desempenho

O objetivo é monitorar o desempenho individual de cada colaborador da organização. Essa análise permite a identificação de que tipo de suporte ou treinamento os funcionários com desempenho insuficiente necessitam.

Análise de absenteísmo

Toda empresa precisa lidar com a ausência de funcionários por atrasos, saídas ou faltas. A análise de absenteísmo deve ser feita para identificar padrões nos motivos dessas ausências e quais são os funcionários que mais se ausentam.

Análise de frequência

Essa análise serve para avaliar o quão pontuais os funcionários estão sendo. Ao identificar os colaboradores que frequentemente não chegam no horário, é possível pensar em formas de melhorar sua assiduidade.

Análise de rotatividade

A rotatividade acontece naturalmente em toda organização — e em alguns momentos é até necessária —, mas é importante medir quais são os motivos que levam os funcionários a se desligarem da empresa e com qual frequência isso acontece, para, se preciso, buscar maneiras de diminuir essa taxa.

Existem vários outros tipos de métricas para o RH que podem ser utilizadas, como análise da quantidade e qualidade de trabalho realizado, grau de colaboração com os outros colegas, prazo para cumprimento das atividades, entre outras. O ideal é identificar quais são as mais relevantes para o momento da empresa e que vão proporcionar tomadas de decisões eficazes.

Entendeu por que as métricas para o RH são tão importantes? Ficou com alguma dúvida? Deixe um comentário!


TAGS desta postagem

voltar

Comentários